A edição de setembro do Astronomia para Todos, em parceria com o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais, dialoga de forma informal e curiosa sobre o Sol que, mesmo sendo estudado há milênios pelo interesse que ele desperta na humanidade, ainda continua misterioso para a ciência. Uma grande quantidade de investimentos em instrumentos no solo e no espaço, monitora suas emissões e as consequências para a vida na Terra. A cada ciclo de atividade solar novos instrumentos são apontados para o Sol, melhoram-se as sensibilidades, ampliam-se janelas de observação e o que vemos parece nunca ter sido visto. A humanidade evoluiu sob a influência da luz e calor solar e hoje conhece também que, mesmo em aspectos não visíveis, somos afetados pelas modificações contínuas e ainda imprevisíveis deste astro. Estamos no 24º ciclo da contagem moderna de manchas solares e onde estão as manchas deste ciclo? Devemos nos preocupar? Vamos conversar sobre isso.

Ventos solares de 2.000.000km/h, atmosfera com 2.000.000 C, explosões com energias superiores a todo arsenal de bombas nucleares da Terra, 1 bilhão de tonelada de matéria jogado na nossa direção em intervalo de minutos, são algumas curiosidades. Estamos no 24º ciclo da contagem moderna de manchas solares e onde estão as manchas deste ciclo? Devemos nos preocupar? Vamos conversar sobre isso.
 
Com Joaquim Costa, pesquisador Titular do INPE, possui graduação em Licenciatura e Bacharelado em Física pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (1978), mestrado em Astrofísica pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (1982) e doutorado em Astrofísica pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (1990). É pesquisador titular III, membro do corpo docente e chefe da linha de pesquisa de Física Solar da Divisão de Astrofísica do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. Tem experiência na área de Astronomia, com ênfase em Heliofísica, atuando principalmente nos seguintes temas: Modelagem de explosões solares em ambientes inomogêneos complexos com diagnósticos em vários comprimentos de onda, atmosfera quiescente solar, instrumentação em rádio-astronomia, modelos de variáveis cataclísmicas magnéticas e modelos de previsão em clima espacial. Atualmente é gerente de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação do Embrace (Estudos e Monitoramento Brasileiro do Clima Espacial). 

Data: 27/09 | Quinta
Horário: 19h30 
Local: Telão ao lado do Pavilhão Marina Crespi
Parcerias:
Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE 
Instituto de Aeronáutica e Espaço - IAE
Tradução em LIBRAS: Rosemary Ribeiro

Entrada Franca 

Endereço:
Rua Prudente M Moraes, 302
Vila Adyana São José dos Campos
Cep: 12243-750
Ver Mapa
Telefone:
(12) 3911-7090

E-mail:
contato@pqvicentinaaranha.org.br

Horário de Funcionamneto:
das 05h às 22h

Redes Sociais: