A beleza aparece nas falhas e nos descartes de vários objetos que vão sendo preparados no transcorrer do processo sem a intenção de um resultado. São guardados por um período e inseridos em outros detalhes iniciando a interação e a união com peças recortadas, fragmentadas e sobrepostas. As ranhuras, as marcas e os acidentes que ocorrem no processo é o que confere a singularidade do trabalho.
 

Jorge Amery 
Autodidata, começou a desenhar aos 12 anos de idade na escola, seus trabalhos artísticos começam a datar a partir de 1975, sendo essa sua primeira fase baseada no surrealismo, onde tinha como mestre os artistas Salvador Dali e Giorgio De Chirico.
Já nos anos 80 nota-se traços de sua própria técnica, tendo como referência os artistas Robert Rauschenberg, Francis Bacon e  Kandinsky. Atualmente seus trabalhos se resume a minimalismo, apropriando diversos elementos como um pequeno pedaço de papel, papelão ou madeira, onde são aplicados em um outro suporte com efeito de texturas à base de massa acrílica. Participou da Bienal Nacional de Santos, do XXIII Salão de Artes Contemporâneas de Santo André, II Salão Victor Meirelles, Museu de Artes Santa Catarina, Florianópolis/SC, Projeto Marco Markovitch Paletas, Piracicaba/SP, Retrospectiva de 40 anos – Galeria Over, São José dos Campos/SP (2017), entre outros.

EXPOSIÇÃO: ENTRE FRAGMENTOS 
A ARTE DE JORGE AMERY
Abertura: 16/04 | 19h 
Visitação :  17/04  a 19/05 
Diariamente  9h às 21h
Local: Pavilhão São José
Entrada franca.  

Endereço:
Rua Prudente M Moraes, 302
Vila Adyana São José dos Campos
Cep: 12243-750
Ver Mapa
Telefone:
(12) 3911-7090

E-mail:
[email protected]

Horário de Funcionamneto:
das 05h às 22h

Redes Sociais: