No livro “A importância do ato de ler”, Paulo Freire reconhece o seu mundo da infância pela leitura. Ele revivia o seu quintal, lembrando objetos, conhecimentos, sentidos e sabores.
O modo com que ele lia o seu mundo precedia a leitura da palavra: ler é viver, conhecendo-se.
Construindo o seu mundo em permanente interação. Dessa forma, as disciplinas das linguagens precisam considerar um leitor do mundo que se interroga, interpreta, pensa e captura recortes do mundo nas suas experiências corporais. 

Ao propor a dança para a apropriação da leitura, buscamos dar visibilidade à condição de ler necessariamente implicada no corpo dos sujeitos que dançam uma escrita coreográfica que a literatura atravessa.

Em tempo de intolerâncias extremas, quais ritmos os escritores vêm coreografando a literatura? 
Entre passos e compassos, onde a literatura é quem dá o tom, Sandra Guimarães, membro da Academia Joseense de Letras, conduz o bate-papo com os escritores locais que estarão lançando seus livros na FLIM 2021.

Sandra Guimarães
Linguista, professora de língua portuguesa e literatura, tradutora, mãe e mulher. Cada parte de si compõe o ser escritora. A literatura faz parte de sua vida desde pequenina: ouvinte e leitora de histórias que sua avó materna lhe contava. Cresceu, virou gente grande e tornou-se autora de livros infantis. Aventura-se corajosamente pela crônica, conto, e flerta apaixonadamente com a poesia. Tem onze livros publicados.

ESQUENTA FLIM ENTRELINHAS 
ACESSÍVEL EM LIBRAS
Data: 12/09 | Domingo
Horário: 9h
Parceria: AJL - Academia Joseense de Letras

Evento Online
Exibição nas redes sociais do Parque


Endereço:
Rua Prudente M Moraes, 302
Vila Adyana São José dos Campos
Cep: 12243-750
Ver Mapa
Telefone:
(12) 3911-7090

E-mail:
contato@pqvicentinaaranha.org.br




Redes Sociais: